Home » Saúde » A ESTREITA LIGAÇÃO DA GORDURA E TUMORES MALIGNOS

A ESTREITA LIGAÇÃO DA GORDURA E TUMORES MALIGNOS

A gordura extra aumenta a chance do surgimento de uma variedade de tumores malignos em adultos.

O oncologista indiano Siddhartha Mukherjee escreveu um livro, a poucos anos atrás, que conta a história do câncer. Para ele, a relação do câncer com a longevidade é bem estreita. Ou seja, quanto mais se vive, mais existe a possibilidade de aparecimento do câncer em alguma parte do corpo. Esta idéia sugere ainda que o consumo de produtos industrializados [os enlatados, as comidas processadas etc] e a prática de hábitos pouco saudáveis, típicos da civilização pós-moderna, não são  tão culpados pelos casos de câncer como a maior longevidade alcançada pelas pessoas na atualidade. Parece um contra senso não é mesmo? “Quanto mais se vive, mais existe a possibilidade de morrer por causa do aparecimento do câncer”.

Um estudo realizado por uma equipe de pesquisadores do Trinity College Dublin, na Irlanda, não refuta esta teoria, mas identifica um outro vilão no aparecimento do câncer, quando relaciona a gordura com a formação de tumores malignos no organismo. Nesse caso específico, o câncer aparece por causa do aumento do peso corporal. Então a lógica é a seguinte: Quanto mais gordinho [ou gordinha] maior será a chance de desenvolver câncer. A lógica segue a mesma para os fumantes: Quanto mais se fuma…

Segundo os pesquisadores, mais de 1 em cada 20 casos de câncer – cerca de 22,8 mil por ano no Reino Unido – são motivados por excesso de peso corporal. Essa incidência é superada apenas pelos cânceres provocados pelo fumo.

Os especialistas descobriram que a gordura extra produz hormônios e fatores de crescimento que enviam sinais para o resto do corpo, estimulando a divisão com mais frequência e levando à formação de tumores malignos.

Fonte: Cancer Research UK – Area Delta 4

Imagens – uai

, , ,
ads 2